0
  • Carrinho vazio

    Você não tem nenhum item no seu carrinho de compras

0
  • Carrinho vazio

    Você não tem nenhum item no seu carrinho de compras

Enter your keyword

post

Como conquistar a felicidade em sua vida

Como conquistar a felicidade em sua vida

Havia uma árvore que vivia reclamando pelo fato de não conseguir realizar o propósito de sua vida: produzir frutos para alimentar os pássaros e outros animais do bosque onde ela vivia.
Ela sempre maldizia a parte do terreno onde estava plantada afirmando que era muito infértil, cheio de areia e pedras.
– Eu sou assim raquítica por causa desse pedaço de terra imprestável onde eu estou plantada. Se eu estivesse naquele terreno que vejo lá longe, onde está aquela árvore frondosa, conseguiria produzir os frutos que tanto desejo, mas eu estou aqui e não posso fazer nada senão lamentar a triste sorte que o destino traçou para mim.
E assim os anos foram passando e a árvore mirrada diariamente se lamentava pela sua triste sina. Ela pensava que jamais conseguiria realizar o propósito de sua vida, porque não dependia dela o terreno ser infértil daquele jeito; tinha, então, que se conformar com essa realidade, ser inútil para o resto de sua vida. Ela vivia dizendo o quanto invejava a árvore frondosa, querendo ser como ela.
Um dia conseguiu conversar com a árvore frondosa. Contou-lhe o seu desejo e o quanto ela a invejava por vê-la cheia de flores e frutos, com os pássaros a pousar em seus galhos para se alimentarem contentes, retribuindo a sua dádiva com os seus cantos majestosos.
A árvore frondosa ouviu as suas queixas e, após a outra terminar, pediu-lhe para contar a sua história.
– Eu era assim como você, muito mirrada com a raiz plantada num terreno pedregoso, infértil. Também vivia me lamentando por não poder produzir os frutos saborosos que desejava.
Num belo dia apareceu por aqui um sábio que, ouvindo telepaticamente as minhas lamentações, se aproximou de mim e perguntou: Você quer mesmo florescer e produzir frutos? Eu prontamente respondi: É claro que sim.
Então ele me falou algo com tão profunda sabedoria que eu jamais esqueci. As suas raízes representam o seu passado.  Se elas estão num terreno infértil é porque nele as suas atitudes foram improdutivas, resultando na infertilidade que você percebe.
O seu tronco, ramos e folhas representam o seu presente. As flores e os frutos serão o seu futuro, que depende do seu presente.
Você só consegue viver o momento presente. Continuar a reclamar que você não produz as flores e frutos (futuro) que almeja por causa do solo infértil (passado) onde está plantada, só denota uma atitude de imaturidade, de rebeldia diante da vida que não a levará a lugar algum.

O que você pode fazer é tornar-se responsável por sua felicidade,  rogando ao Senhor da Vida que a auxilie a produzir muitas e muitas  folhas (presente), para que essas folhas ao caírem no solo infértil, adubem-no com o seu húmus, como acontece nas florestas.

Com toda a certeza o amor pela vida vai ajudá-la a produzir as folhas necessárias para que você se torne uma árvore frondosa, capaz de florescer lindamente e constituir frutos deliciosos para alimentar os seres humanos, pássaros e outros animais que se acercarem de você.
E assim eu passei a fazer. Parei de reclamar da vida e, numa atitude de maior maturidade, consciente que somente eu poderia mudar o meu destino. Todos os dias rogava ao Senhor da Vida para me auxiliar a produzir as folhas necessárias para adubar o solo onde estava plantada.
Inicialmente foram nascendo brotos tenros e frágeis com poucas folhas, mas bastante verdes. Estes brotos me ajudavam a ter mais forças para continuar nessa atitude de amor pela vida, de construção do meu propósito de vida.
Com o tempo os brotos tenros foram se transformando em galhos fortes e agora estou como você me vê robusta, frondosa. Não pense que foi fácil chegar até aqui. Algumas vezes pensava em desistir, achando que jamais conseguiria produzir folhas suficientes, mas logo recobrava o ânimo, pois pensava no meu propósito de vida, transformar-me em uma árvore com flores e frutos.
Com essas reflexões, ganhava forças para continuar. Foram anos de dedicação, de esforço para poder ser como sou hoje. Graças à perseverança e à atitude de responsabilidade por minha vida, que passei a ter, consegui vencer todas as dificuldades.

Você também vai gostar de ver: O segredo da automotivação para uma vida plena

­Agradeço diariamente ao sábio pelas suas orientações, que me despertaram para a realidade da vida, fazendo-me perceber que somos nós mesmos que conquistamos a nossa felicidade, não com lamentações, mas à custa de esforço e dedicação. Faça o mesmo e você conseguirá realizar o propósito de sua vida.
Esta fábula retrata a vida de muitas pessoas. De uma certa forma todos nós, em algum momento, agimos como árvores mirradas, a reclamar da vida, das dificuldades pelas quais passamos. Reclamamos do nosso passado e ansiamos por um futuro melhor, numa atitude de profunda imaturidade, de rebeldia e acomodação, pois não nos dispomos a fazer nada no presente para refletir sobre as situações vivenciadas no passado, de modo a poder corrigir as nossas ações atuais, visando a um equilíbrio no futuro.
Amanhã continuaremos, com certeza, reclamando, pois não fizemos nenhuma transformação de nossa vida hoje.
É fundamental, então, para o indivíduo que está numa proposta de autoconhecimento e de autoencontro, buscar na automotivação, ter uma atitude madura de autorresponsabilidade frente a vida, de modo a construir gradualmente a própria felicidade.
Deixe o seu comentário sobre o que você achou deste artigo, ou a sua pergunta, se tem alguma dúvida. Sugestões de temas para futuros artigos também são bem-vindos!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Olá!
Precisa de ajuda?