0
  • Carrinho vazio

    Você não tem nenhum item no seu carrinho de compras

0
  • Carrinho vazio

    Você não tem nenhum item no seu carrinho de compras

Enter your keyword

post

Um fator pouco conhecido, descubra o que pode estar afetando a seu chakras

Em minha experiência profissional exercida ao longo de trinta anos, tenho percebido que a maioria das pessoas veem as doenças como algo muito ruim que acontece em suas vidas, que elas desejam banir de si mesmas. Entretanto, quase sempre, desejam apenas algo que as façam se livrar delas e não percebem que as doenças físicas e emocionais são efeitos de um problema maior.
É importante frisar que as doenças são resultantes do uso inadequado das energias geradas pelos equívocos causados por ignorância ou rebeldia do ser em relação à vida e a sua finalidade.
Todas as vezes que agimos contrariamente à Lei de Amor, por ignorância ou rebeldia, temos, como consequência, um bloqueio energético que afeta os chakras do corpo fluídico do Espírito, que, por sua vez, produz no corpo físico a interferência de que é alvo, manifestando-se como doença mental e física.

Leia também: Saiba o que são chakras e qual a sua importância para a saúde emocional e física

Então, tomando-se como base o exposto, as doenças têm, desse modo, um caráter positivo, pois demonstram ao indivíduo os equívocos a que ele está se lançando, ou que já se tenha lançado, para que possa corrigi-lo.
As doenças são mecanismos de alerta para que a pessoa possa perceber quais os fatores espirituais, psíquicos e emocionais, estão originando esse desequilíbrio energético, convidando o indivíduo a transformar essas deficiências pelos exercícios de amor, fato que resulta num retorno ao equilíbrio e, consequentemente, à saúde.
O Papel da Doença
A doença realiza um papel de estimuladora do processo evolutivo do ser humano, pois tem função disciplinadora e reguladora, convidando o indivíduo ao equilíbrio, quando este dele se afasta. Ao ficar doente a pessoa sente vontade de recuperar a saúde e, com isso, é convidada pelos mecanismos criados por Deus a buscar equilibrar a sua conduta para se libertar da doença.
Aprender a mobilizar adequadamente as energias dos chakras por meio do autoconhecimento e, consequente autotransformação, é um processo inadiável para todos os que querem se tornar mais saudáveis, física e emocionalmente.
Os chakras também são chamados simbolicamente de lótus, que é uma planta que floresce na água, mas suas raízes estão profundamente enterradas no lodo, bem abaixo da superfície. Segundo as tradições orientais essa planta representa, simbolicamente, a condição humana, pois está enraizada no lodo das profundezas, mas por fim floresce sob a luz do Sol.
Exatamente como um lótus, o chakra pode estar fechado, em botão, abrindo ou florescendo, ativo ou adormecido.
Cada chakra é simbolicamente representado por um número específico de pétalas de lótus e uma cor do espectro da luz branca:
1º. Chakra – 4 pétalas – vermelho
2º. Chakra – 6 pétalas – laranja
3º. Chakra – 10 pétalas – amarelo dourado
4º. Chakra – 12 pétalas – verde
5º. Chakra – 16 pétalas – azul claro
6º. Chakra – 2 pétalas – índigo
7º. Chakra – mil pétalas – violeta
Os chakras têm a função de captar energias provenientes de Deus, disponíveis para todas as Suas criaturas, de modo a vitalizar o corpo fluídico e posteriormente serem transmitidas às células do corpo físico, gerando-lhes energia vital.
Pesquisas recentes sobre o funcionamento da acupuntura, têm comprovado a existência dos chakras, dos meridianos e pontos de acupuntura, que são microchakras, ligados aos chakras principais, por canais de energia.
Conhecer os mecanismos pelos quais os sentimentos negativos geram desequilíbrios nos chakras e como desenvolver as virtudes que nos geram o equilíbrio das energias é uma grande fonte que nos proporciona o autoconhecimento e o autodomínio.
É disso que trataremos em nossos próximos artigos sobre os chakras. Até lá.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Olá!
Precisa de ajuda?