0
  • Carrinho vazio

    Você não tem nenhum item no seu carrinho de compras

0
  • Carrinho vazio

    Você não tem nenhum item no seu carrinho de compras

Enter your keyword

post

Como aproveitar bem o tempo

Como aproveitar bem o tempo

Em nosso artigo anterior sobre a Psicologia Consciencial, abordamos a questão da utilização dos símbolos do Evangelho de Jesus como recurso terapêutico.

Neste artigo vamos analisar um versículo do Evangelho que aborda o significado da utilização do tempo bem aproveitado para o nosso aprimoramento interior, utilizando na decodificação dos símbolos a Psicologia Consciencial

Em João 12:35, Jesus nos dá a seguinte orientação: Andai enquanto tendes a luz para que as trevas não vos apanhe.

Jesus orienta para o aproveitamento do tesouro do tempo, questão fundamental para adquirirmos a autoconsciência.

            Andai enquanto tendes luz significa aproveitar o tempo para buscarmos o verdadeiro sentido da vida.

            Muitas pessoas que estão vivenciando a vida de uma forma superficial dizem que aproveitar a vida é gozar tudo aquilo que ela proporciona de prazeres.

Estão focadas nos valores falseados do ego.

O que irá acontecer com essas pessoas?

As trevas da ignorância dos valores espirituais vão alcançá-las, pois não aproveitaram o tempo para buscar os verdadeiros tesouros.

            Aproveitar a vida, na verdade, é utilizar todos os recursos que temos para exercitar as virtudes do Ser Essencial que somos, desenvolvendo valores espirituais que nos iluminarão internamente para que, a partir dessa autoiluminação, jamais as trevas nos apanhem.

            Quando chamadas para uma espiritualização de suas vidas, muitas pessoas dizem: depois que eu ganhar bastante dinheiro, penso nessas coisas.

Para elas, a busca da evolução espiritual, pelo desenvolvimento de escolhas conscienciais, são essas coisas que colocam sempre distantes de si mesmas.

Tentam fugir do ser que são, como se isso fosse possível.

            Dizem, ainda: quando eu tiver uma vida estabilizada financeiramente, começarei a cuidar mais dessas coisas. Quando eu isso

É um ledo engano, pois a pessoa fica projetando para o futuro algo que a vida convida a realizar no presente.

Leia também:

Você sabe o mal que o processo de fugir da dor, buscando o prazer a qualquer custo gera?

Quem é que garante que ela vai ter aquele tempo depois para fazer luz?

            É necessário aproveitar o tempo para se espiritualizar, aqui e agora, evitando expressões tais como: quando eu isso, quando eu aquilo, quando eu… vou vivenciar mais o espiritual.

Se aproveitarmos o momento presente para desenvolver a luz em nós mesmos, estaremos bem em qualquer condição que venha a acontecer em nosso futuro.

            O tempo é um verdadeiro tesouro.

Se o utilizarmos bem, ele estará sempre a nosso favor.

Se o utilizarmos mal, entraremos em um processo muito comum, formando um círculo vicioso: por não o usarmos bem, mais tarde perderemos ainda mais tempo, lamentando tê-lo perdido e não aproveitando as oportunidades.

            É fundamental aprender com os erros ao invés de os lamentar.

E é importantíssima a boa utilização do tempo no presente, pois nisso está um grande presente oferecido por Deus para nossa evolução.

            Vejamos o que Jesus diz claramente: Andai enquanto tendes a luz para que as trevas não vos apanhe.

Que luz é essa de que Jesus fala?

É a luz interior?

Ou é uma outra luz?

A luz interior não perdemos em momento algum.

Então, não é da luz interior que Ele está falando, pois essa jamais perdemos.

O que podemos perder são as oportunidades do presente, do próprio tempo, enquanto temos a luz.

Ele está falando dos dias claros, dos ensejos de espiritualização utilizando a personalidade transitória que tem um tempo limitado para ser utilizada, a fim de que as trevas da ignorância não nos apanhem.

Às vezes, diante de uma orientação como essa, começamos a entrar em ansiedade querendo acelerar o tempo.

Contudo, é necessário não entrarmos em aflição e estado de pressa, porque Jesus diz claramente para andarmos enquanto temos a luz.

Não nos cabem, pois, o desespero e a correria, nem o medo de as trevas nos pegar.

Andai significa caminhar de uma forma serena, tranquila, sem desespero e sem ansiedade, a fim de que a luminosidade do presente se faça para o futuro.

Se aproveitarmos as oportunidades de evolução enquanto tivermos a luz, as trevas vão nos apanhar?

Não, as trevas não nos apanharão nunca, porque aproveitamos o tempo para andar, isto é, para evoluir.

A luz do dia vai terminar, mas quando isso ocorrer já estaremos no lugar aonde deveríamos chegar.

Isso tudo quer simbolizar que, ao terminarmos a atual encarnação, aproveitando o tempo e as ocasiões para nosso desenvolvimento espiritual pela boa utilização da personalidade atual, teremos feito tudo o que havíamos nos comprometido a realizar.

            Então, não há nada a temer em relação às trevas.

Somos convidados a cuidar de usar bem o tempo presente, enquanto estamos nesta personalidade, para nos autoiluminar.

Quando não aproveitamos a oportunidade da reencarnação visando à espiritualização, as trevas da ignorância se fazem presentes em nossa vida.

            Em um movimento de autoengano, muitas pessoas dizem que o tempo resolve todos os problemas, como se a solução de problemas fosse algo passivo.

Dizem, comumente: deixe que o tempo resolve.

Se isso fosse verdadeiro, a evolução seria muito fácil.

Como somos espíritos imortais, não precisaríamos realizar ação alguma, pois o tempo se encarregaria de nossa evolução.

Quando pensamos assim, os dias e os anos passam e as trevas nos apanham, pois não cuidamos de desenvolver a luz interior enquanto havia tempo.

            Na verdade, a resolução de problemas é algo ativo.

O tempo, uma das dádivas de Deus, que nos deu a eternidade para evoluir, é nosso aliado nesse processo, pois resolvemos os problemas ao longo do tempo quando nos dispomos a isso, empenhando-nos para superar ativamente a ignorância que ainda nos caracteriza, dentro de nossas possibilidades e utilizando bem a bênção da encarnação presente.

            Muitas pessoas dizem que vão buscar a espiritualização na próxima encarnação.

Algumas dizem isso até com certo desdém, como se caçoassem dos que se esforçam para se espiritualizar.

Leia ainda:

Como se libertar da energia mental tóxica

Podemos fazer isso? Sim, claro.

Temos toda a liberdade para deixar para depois o que podemos fazer agora, mas isso não nos convém, porque toda ignorância não superada hoje se transformará na treva do amanhã a nos apanhar desprevenidos.

Vivendo assim, continuaremos ignorantes com relação às questões conscienciais, desenvolvendo, cedo ou tarde, as doenças existenciais como a depressão, a ansiedade, o transtorno bipolar, as fobias e o transtorno do pânico, dentre outras, que nos apanharão ainda nesta etapa de vida, trazendo consequências de solução ainda mais desafiadora.

            Portanto, é fundamental para todos nós fazermos todos os esforços para desenvolver as virtudes, cumprindo-se o código moral que trazemos em nossa consciência aproveitando muito bem o tempo para que as trevas não nos apanhem.

Se gostou do artigo, compartilhe-o. Deixe o seu comentário sobre o que você achou deste artigo, ou a sua pergunta, se tem alguma dúvida. Sugestões de temas para futuros artigos também são bem-vindos!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Olá!
Precisa de ajuda?