0
  • Carrinho vazio

    Você não tem nenhum item no seu carrinho de compras

0
  • Carrinho vazio

    Você não tem nenhum item no seu carrinho de compras

Enter your keyword

post

De onde vem o medo do Enem?

De onde vem o medo do Enem?

Baseado no livro “Como passar em concursos públicos e outras provas utilizando a sua energia mental” de Alírio de Cerqueira Filho

Para quem sonha com uma profissão, o vestibular ou o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é algo muito importante, que faz com que tenhamos horas de dedicação, fins de semana de estudos e sejam realizados muitos simulados e exercícios. Não é para menos, atualmente grande parte do ensino médio está voltado para a preparação do vestibular, visando a nossa aprovação. Haja coração!

Leia também: Os 7 maiores benefícios da prática da meditação

As escolas e cursinhos oferecem cada vez mais programas integrais de estudo para que possamos saber a maior quantidade de conteúdo possível e, assim, gabaritarmos a prova. Mas, com toda essa preparação, por quê muitas pessoas não são aprovadas? Por que algumas pessoas precisam fazer várias vezes o vestibular até conseguirem entrar no curso dos sonhos? Azar? Destino? Concorrência? É bem verdade que a grande concorrência atrapalha um bocado e ela existe porque faltam vagas suficientes para todos nas melhores universidades.

Conforme vimos, a palavra “vestibular” já traz em seu significado algo de tremer nas bases, além disso, as pesquisas indicam que a cada 10 candidatos, um entrará numa universidade pública e nove precisarão tentar novamente. Esses fatores fazem da concorrência uma verdadeira pedra no sapato de todo mundo.
Mas, será que é apenas a concorrência a grande vilã da história? Será que teremos que aguardar a realidade social e econômica do país mudar de forma a existirem vagas para todos e faculdades de ótima qualidade, para assim termos melhores chances de acesso ao curso que tanto almejamos?
É indiscutível que todas essas mudanças trariam muitos benefícios a toda a sociedade, porém, não é possível prevermos quando isso se tornará realidade. O que realmente podemos fazer é mudar a nossa relação com vestibular e não vê-lo mais como um bicho papão. Aliás, muitas das mudanças externas começam a partir de pequenas iniciativas. Assim, se conseguirmos lidar de maneira diferente com o vestibular, iremos também contribuir com a construção de uma nova forma de nos relacionarmos com o vestibular.

Interessou-se pela pergunta? Então acompanhe nossos conteúdos que podemos contribuir com algumas ferramentas interessantes para ajudar você a melhorar seu desempenho no Enem e outras provas!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Olá!
Precisa de ajuda?